10-BANNER-12Recuperado

Em Serra Branca equipe de futebol repudia às ações disciplinares por parte da organização da Copa da Rainha

Nesta quarta-feira (02/08), recebemos a Nota de repudio enviada pela equipe de futebol que vem a publico manifesta-se sua opinião sobre a situação envolvida.

NOTA DE REPÚDIO

RIVER SANTA LUZIA, equipe de futebol de salão, regularmente inscrita na 1ª COPA REGIONAL DE FUTSAL DA RAINHA, vem respeitosamente apresentar NOTA DE REPÚDIO ÀS AÇÕES

DISCIPLINARES POR PARTE DA ORGANIZAÇÃO DA COPA DA RAINHA:

Em 26/07/2023, às 17h:34min, a Comissão da Copa da Rainha de futsal, ao divulgar seu boletim disciplinar, noticiou aos integrantes e participantes do campeonato que: decidiu ELIMINAR os atletas JEFFERSON VERÍSSIMO (RIVER), MAYKEL DE QUEIROZ (RIVER), ERICKYS VINÍCIUS (PILÃO FC), ALAN DE OLIVEIRA (PILÃO FC) e SUSPENDER os atletas JOÃO ALAFF (PILÃO FC) E JAMESON VERÍSSIMO (RIVER).

A Comissão da Competição justificou, através do mencionado boletim, que a punição disciplinar foi aplicada em razão de fatos acontecidos na partida de futebol entre River Santa Luzia e Pilão FC, realizada no dia (25/07/2023).

Ocorre, no entanto, que no presente boletim disciplinar, NÃO CONSTA, sequer, qualquer relatório, súmula ou descrição pormenorizada da ocorrência e dinâmica de tais fatos. Fato este que impossibilita a concreta identificação do que de fato aconteceu e quais os supostos envolvidos.

Ressalte-se, que o fato de inexistir súmula ou relatório da partida, por si só é motivo suficiente para invalidar qualquer ato disciplinar. Pois, apesar do que se divulga em redes sociais, nenhum membro da comissão, devidamente habilitado, relatou ou sumulou o ocorrido, tornando inviável responsabilizar individualmente qualquer atleta.

Além do mais, o próprio regulamento da competição, que estabelece as regras do campeonato, inclusive no que diz respeito as punições disciplinares, somente foi divulgado na data de (26/07/2023), ou seja, após a ocorrência da partida de futebol entre as equipes do River Santa Luzia e Pilão FC.

Saliente-se, que todo e qualquer ato disciplinar NÃO PODE ser aplicado sem que as equipes tenham tomado conhecimento a respeito do que é permitido e do que é proibido. No caso em discussão, as equipes de futebol tiveram seus atletas punidos severamente, sem que seus clubes tivessem tomado conhecimento das “regras do jogo”.

A ocorrência de tais fatos pode ser comprovada a partir de prints de conversas em aplicativo de mensagens instantâneas (WhatsApp), precisamente no grupo “I COPA REGIONAL DE FUTSAL DA RAINHA”, que por sua vez, consta o dia e hora em que o regulamento da competição foi divulgado.

Portanto, diante dos fatos acima expostos, não há razão ou fundamento legal, capaz de justificar a severa punição aos atletas das equipes de futebol (River Santa Luzia e Pilão FC).

A eliminação destes atletas, da maneira descrita nesta nota, violou a legalidade e trouxe descrédito a competição, e, portanto, deveria ser ANULADA OU REVISADA.

Nesse sentido, nada mais justo do que a correta aplicação do regulamento da competição, no sentido de aplicar punição disciplinar da data de publicação do regulamento em diante e não antes de divulgar e tornar pública as regras.

OS atos disciplinares aplicados mereciam a sua ANULAÇÃO, diante da inexistência de relatório ou súmula, capaz de identificar e punir os supostos envolvidos em atos elencados nos artigos 24, 25, 26, 27, 28 e 29 do Regulamento da competição. Nesses termos, os representantes do RIVER SANTA LUZIA, ao tomarem conhecimento das decisões proferidas pela comissão organizadora da I Copa da Rainha, VEM EXPRESSAR SEU REPÚDIO, diante da excessiva, desarrazoável ARBITRÁRIA E ILEGAL DECISÃO.

ASCOM